Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://rebacc.crcrj.org.br:80/crc/handle/123456789/2748
Título: O Processo de Ensino na Modalidade a Distância: Facilidades e Dificuldades na Percepção de Discentes do Curso de Ciências Contábeis - DOI: http://dx.doi.org/10.16930/2237-7662/rccc.v10n30p43-60
Palavras-chave: Curso a distância; Ensino a distância; Curso de Ciências Contábeis.
Editora / Evento / Instituição: REVISTA CATARINENSE DA CIÊNCIA CONTÁBIL
Descrição: O presente estudo tem o objetivo de identificar as facilidades e as dificuldades no processo de ensino de graduação em Ciências Contábeis, na modalidade a distância, na percepção de discentes do curso. Para atingir o objetivo, foi realizada uma pesquisa de abordagem quantitativa, de levantamento, e descritiva. Aplicou-se um questionário via e-mail a todos os 784 alunos que estavam cursando Ciências Contábeis na modalidade a distância, no primeiro semestre de 2011, na Fundação Universidade do Sul de Santa Catarina - UNISUL, Campus do município de Palhoça, no Estado de Santa Catarina. A Direção de Ensino da UNISUL fez o encaminhamento e a recepção dos questionários. Retornaram 149 questionários respondidos, representando 19% da amostra total. As respostas foram todas tabuladas na planilha eletrônica Excel e formatadas pelo maior número de respostas semelhantes. Pensou-se em aplicar o questionário de forma presencial, mas os alunos se encontravam em um único dia por mês no campus, para realizarem várias provas, em que as turmas não eram constituídas por curso, mas por ordem alfabética. Nesta organização, os alunos de Ciências Contábeis se encontravam em várias salas, o que dificultava o recolhimento de dados presencialmente. Os resultados demonstraram o perfil dos discentes investigados: foi 36,24% são formados técnicos em contabilidade e 63,76% são formados em outras áreas. Desses 63,76% destaca-se: com formação no Ensino Médio comum - 24,83%, área de administração - 10,74% área militar e forças armadas - 7,38%, economia - 5,37%, farmacêutica - 2,01%, advocacia, engenharia e magistério - 1,34% cada e as demais pulverizadas em outras formações. Observou-se que 79% das respostasevidenciaram a dimensão do tempo como principal facilidade. Dentre as respostas, os acadêmicos destacaram, principalmente, o ganho de tempo com deslocamento, a possibilidade em administrar o seu tempo de estudo e a flexibilidade e otimização do próprio tempo. A dimensão do tempo foi também a principal responsável pela opção dos acadêmicos em realizar o curso de graduação na modalidade a distância. No que tange às dificuldades, 94% dos acadêmicos responderam a ausência do professor em sala de aula como principal fator. Destacaram em suas respostas, principalmente, as dificuldades em entender as matérias práticas, de não terem suas dúvidas respondidas presencialmente, no momento em que elas surgem, a falta de convivência com os alunos e com o ambiente universitário, a falta de troca de experiências e o descrédito do mercado em relação ao diploma. Para trabalhos futuros, sugere-se a realização de uma nova pesquisa de campo, com o intuito de avaliar a utilização de métodos, estratégias ou instrumentos de ensino, buscando a diversificação no ensino na modalidade a distância e identificando como essa mudança é vista por professores e alunos.
URI: http://rebacc.crcrj.org.br/crc/handle/123456789/2748
Outros identificadores: http://revista.crcsc.org.br/revista/ojs-2.2.3-06/index.php/CRCSC/article/view/1226
Aparece nas coleções:Revista Catarinense de Contabilidade (CRCSC)

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.